Notas mínimas e máximas do ENEM

Para contabilizar os pontos, o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) utiliza um sistema matemático chamado Teoria de Resposta ao Item (TRI), que não permite que um candidato receba zero como nota mínima, nem 1.000 pontos como nota máxima. Desse modo, os participantes que deixam a prova em branco ou erram todas as questões recebem a nota mínima correspondente ao seu caderno de provas.

Com base na TRI, uma questão assinalada corretamente na prova não tem valor em si. Ela só adquire peso quando o sistema de correção avalia o desempenho geral do participante na prova e o grau de dificuldade da questão.

Isso porque o método não considera apenas os acertos, mas também os erros. Se o participante acerta somente questões difíceis, sinaliza ao sistema de correção inconsistência no domínio da disciplina avaliada, pois a TRI considera que o conhecimento necessário à resolução dos testes fáceis é um pré-requisito à solução dos mais complexos.

 

NOTAS MÍNIMAS E MÁXIMAS
Área de conhecimento 2016 2015 2014 2013 2012 2011 2010 2009
Ciências Humanas 317,4
859,1
314,3
850,6
324.8
862.1
299.5
888.7
295.6
874.9
252.6
793.1
265,1
883,7
300,0
887,0
Ciências da Natureza 316,5
871,3
334,3
875,2
330.6
876,4
311.5
901,3
303.1
864,9
265.0
867,2
297,3
844,7
263,3
903,2
Linguagens e Códigos 287,5
846,4
302,6
825,8
306.2
814.2
261.3
813.3
295.2
817.9
301.2
795.5
254,0
810,1
224,3
835,6
Matemática 309,7
991,5
280,2
1008,3
318.5
973.6
322.4
971.5
277.2
955.2
321.6
953.0
313,4
973,2
345,9
985,1